Produção Textual Final


Chamadas por Deus, Ignoradas pelos Homens: Reducionismo Cultural em Relação ao Trabalho Missionário Feminino

Aluno:

Laura Sá de Aragão

Banca examinadora:

1. Dr. Sebastião Lúcio Guimarães (orientador)
2. Dra. Isabel Iva Murphy
3. Ms. Alcir Almeida de Souza
Data: 20 de Novembro de 2004 – veja resumo aqui

Resumo:

A dissertação “Chamadas por Deus, Ignoradas pelos Homens: Reducionismo Cultural em Relação ao Trabalho Missionário Feminino” é uma analise da importância do trabalho missionário e missiológico feminino e incentiva uma reflexão mais profunda deste tema pela igreja evangélica brasileira, buscando a valorização da mulher cristã no trabalho missionário. No primeiro capítulo, são estabelecidos os pressupostos da pesquisa, objetivos, metodologia e relevância para a discussão teológica contemporânea, bem como os procedimentos adotados. O capítulo dois analisa a criação do ser humano à imagem e semelhança de Deus, demonstrando que homens e mulheres refletem a Imago Dei em suas vidas, mesmo após a entrada do pecado no mundo, exemplos no Antigo Testamento de como Deus usou mulheres, mesmo em meio a uma sociedade patriarcal, e a análise da quebra de paradigmas proporcionada pelo exemplo do relacionamento de Jesus com as mulheres, bem como, o trabalho de homens e mulheres na igreja primitiva. O capítulo três aborda um estudo do Pacto de Lausanne e as diferentes conferências e consultas que ocorreram como fruto do “espírito de Lausanne”, na América Latina e o que foi refletido a respeito da mulher em missões. O capítulo quatro apresenta as implicações missiológicas do trabalho missionário, refletindo através do estudo de cosmovisão, paradigmas, machismo na América Latina e as necessidades básicas do ser humano, afirmando que o que falta à igreja é praticar o sacerdócio universal de todos os crentes. A conclusão estabelece a necessidade de quebrar paradigmas no trabalho missionário feito por mulheres e com as mulheres.

E-mail: laura.aragao@gmail.com