Resumo dissertação Fernando Queiroz Fernandes

Aluno: Fernando Queiroz Fernandes

Título: A FORMAÇÃO DE LIDERANÇA LOCAL EM IGREJAS AUTÓCTONES – Uma Abordagem Missiológica para ser Compreendida e Praticada por Missionários, Igrejas e Agências Enviadoras

Banca Examinadora:

Prof. Dr. Sebastião Lúcio Guimarães – CETEBES (Orientador)
Prof. Ms. Alcir Almeida de Souza – CEM
Prof. Ms. Djalma dos Santos Barroso – CETEMI

Data: 23 de junho de 2010

Resumo:

Esta dissertação foi desenvolvida tendo como pressuposto principal a formação de discípulos e de obreiros locais em contextos de plantação de igrejas, principalmente entre povos não-alcançados, animistas e ágrafos. O capítulo inicial aborda o tema sobre a plantação de igrejas em contextos pioneiros, refletindo sobre algumas ações práticas que os missionários devem desenvolver nesses contextos e sobre o tamanho da tarefa a ser realizada pelos missionários contemporâneos. O segundo capítulo, que é a partir da perspectiva eclesiológica, aborda a temática da necessidade de se resgatar a natureza bíblica do povo de Deus como igreja, noiva e corpo vivo. O capítulo três traz uma abordagem sobre a necessidade de um treinamento consistente para aqueles que desejam desenvolver o ministério missionário. Se os povos que ainda necessitam comunicar o evangelho são os mais difíceis de todos os tempos, é preciso a igreja investir recursos financeiros, tempo e energia no treinamento desses obreiros. Nesse capítulo são considerados os resultados de duas pesquisas realizadas, uma com candidatos a missões, e outra com missionários de carreira. No quarto capítulo foi feita uma breve análise sobre como Moisés, a escola de profetas, Jesus, Paulo e as Igrejas em Células formaram e formam seus obreiros. Sempre temos o que aprender e praticar com outros que realizam as mesmas tarefas que nós. Em administração de empresas o nome dessa prática é denominada de Benchmarking – ter acesso, aprender e praticar ações que pessoas e/ou organizações realizam melhor do que nós. O quinto capítulo é desenvolvido a partir de uma perspectiva missiológica, tratando sobre o tema do ensino e da formação de líderes locais em contextos transculturais. Outro pressuposto desta dissertação e que foi abordado neste capítulo, é sobre a formação de obreiros locais leigos e obreiros locais ordenados. Foi abordado também no capítulo cinco o desenvolvimento de uma etnoteologia que deve ser praticada pelos cristãos locais, a partir das formas de transmissão de conhecimentos utilizadas pelo povo.

Palavras Chaves: Povos não-alcançados, formação de discípulos, obreiros locais, etnoteologia, teologias orais, transmissão de conhecimento local.

Fernando Queiróz Fernandes – e-mail: fequefe@bol.com.br

Nenhum comentário ainda.