Resumo dissertação Isaac Pimentel

Isaac Ferreira Pimentel            

Título: Resgatando a Prioridade da Pregação

Banca Examinadora:

1. Ms. Alcir Almeida de Souza (orientador)
2.  Dra. Antonia Leonora van der Meer

3.  Ms. James Bruce Gilbert

Data: 24 de Junho de 2006

RESUMO

A presente dissertação pretende analisar a necessidade do resgate da prioridade da pregação no ministério pastoral. Para elucidar a necessidade do resgate da prioridade da pregação utilizou-se como referência a importância que a pregação teve tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento e ao longo da história da igreja. No Antigo Testamento analisamos personagens como Moisés, Esdras e os profetas. No Novo Testamento optou-se por analisar as vidas de Jesus, Paulo e Pedro como pregadores. Analisa-se também a importância que a pregação teve no decorrer da história da Igreja. Observou-se a pregação a partir do período pós-apostólico até o século IV, destacando pregadores como João Crisóstomo, Agostinho e outros grandes pregadores a importância que os mesmo deram a pregação. Analisou-se ainda a pregação do século IV até os reformadores onde se percebe que há um declínio da pregação devido ao surgimento do monasticismo, e a entrada de pagãos para a igreja através dos movimentos de conversão em massa e o estabelecimento da igreja católica apostólica romana. Analisou-se a pregação dos reformadores até o século VI onde se destaca Martinho Lutero, Calvino. Observa-se que há um despertamento da pregação do século XVI até o século XXI, motivada pela ênfase dada a pregação pelos reformadores quando surgiram grandes pregadores. Em um segundo momento da pesquisa foi analisado o declínio da pregação no ministério pastoral no Brasil. Pode-se observar as razões que levaram ao declínio da pregação, bem como analisou-se as conseqüências do declínio na Igreja e no ministério pastoral. É possível a partir da análise realizada das razões e conseqüências e elucidar a necessidade do resgate da prioridade da pregação tanto na vida da igreja como no ministério pastoral e sugerir possíveis linhas de ação para que haja um resgate da prioridade da pregação.

Email: prisaac@ig.com.br

Nenhum comentário ainda.